segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Paris será uma festa

Simplesmente assim. Uso Chanel Nº5, mas só de vez em quando. Senão, fico com Angel de Thierry Mugler. Sim, são perfumes caros, mas eu os adoro e faço durar. Por que falar de perfumes em uma segunda-feira? É que tento lembrar do meu perfume em São Paulo, sei que era da L'Áqua DiFiori, mas o nome esqueci. Assim como esqueci o perfume da minha avó que também era da L'Aqua. Sinto saudade dela, no início até sentia seu perfume, sabe. Era como uma presença. Hoje ainda a tenho comigo. Por vezes acordo e penso que ela está na cozinha - seu lugar predileto - fazendo quitutes gostosos. Aqueles pães ou pavês. É a melhor coisa quando acordo e tenho essa sensação. Aprendi a ter memórias boas depois de um turbilhão de tristeza. Foi nessa época que fui para Paris. Quando a perdi, em 1995. Eu fiquei muito abalada, o médico dela me receitou Prozac e uma longa viagem. Tirei férias do jornal. O Luiz também. Pegamos mochila, o pouco dinheiro que tínhamos guardado mas que dava pra se virar, compramos dólares, travellers cheques e fomos. Primeiro Bruxelas, depois Londres, Amsterdã na volta, Berlim... Paris. Trajetos na memória, nas fotos, no coração. No ano seguinte ou no posterior, voltamos. Novamente Londres, Paris, mas desta vez mais da Alemanha e inclusive Dinamarca. Inesquecível. Lembro da inveja torpe dos colegas do jornal e de minha forma de ignorá-los, obtusos, tacanhos. Nunca mais falamos das viagens para os outros. Apenas entre nós. Como um segredo secretíssimo. Também conheci a Suíça. As viagens ficaram de lado com outros gastos que surgiram. Mas, um dia, sim, Paris novamente e será uma festa.

18 comentários:

João Pedro Vicente disse...

Olá, Biba!

Tb adicionei seu blog à minha lista de blogs amigos. E entrei na caixinha de fotos da comunidade do seu blog!

Se tiver um e-mail de contato eu gostaria de fazer um comentário sobre um dos seus textos.

Biba disse...

Oi João Pedro, meu e-mail é:

eulalia_isabel@uol.com.br

Aguardo seu comentário!

Beijo,
Carpe Diem!!

João Pedro Vicente disse...

Já enviado!

Biba disse...

João Pedro, lido e respondido. Obrigada!

Carpe Diem!!

Bia disse...

OLá, Biba.

Gosto muito quando vens me visitar,
estava em falta, mas já virei sua seguidora.

Coisas maravilhosas, não?
Paris, viajar, Angel, até a invejinha dos colegas, é uma forma de admiração.

Beijo,
e salve as lembranças boas.

Pattiê que fica, disse...

eu gosto tanto do seu espaço. =)

e venho aqui todos os dias, apenas não comento (o que acho um péssimo hábito, acredite).

mas venho, e me inspiro. ah, Paris ainda será uma festa pra mim, com certeza, mas acho que quando eu pisar naquela terra terei vontade mínima de voltar pro quintal do mundo (sim, eu eu faço parte do coro dos "descontentes").

beijo, see you tomorrow - no mesmo bat-(blogspot)local.

Beto Canales disse...

Viajar... ninguém tira o que recebemos em qualquer viagem. Fica conosco para sempre.

Biba disse...

Bia, salve as lembranças boas, com certeza! Também gosto quando vens aqui!

Beijos
Carpe Diem!!

Biba disse...

Pattiê, fico tão feliz que você venha todo dia! mas deixe um oi pelo menos, tá? Você vai amar Paris eu também não queria voltar!)

Beijo imenso
Carpe Diem!!

Biba disse...

É verdade Beto, ninguém tira de nós o que recebemos em uma viagem, qualquer que seja o lugar!

Beijão,
Carpe Diem!!

Daia disse...

Ler seu post me fez bem. Adoro tuas palavras.

Beijo!

glória disse...

Em Paris, me sinto coadujuvante de uma peça cujo cenário é requintado e distante. Paris é tão mágica que é preciso ficar embrigada para que se alcance o estado de merecimento, por simplesmente estar ali. Estou pagando em todas as prestações possíveis para passagem de final do ano. Reviver essa eterna magia, por sobre a pele, também, Paris, da Yves Saint Laurent.

bjs linda Biba

Biba disse...

Querida daia, obrigada! Você é que me faz bem vindo aqui.

Beijos
Carpe Diem!!

Biba disse...

Glória, tudo o que você diz sobre Paris é verdadeiro. É um investimento de vida. E o estado de embriaguês nos acompanha o tempo todo.

Beijos, querida

Carpe Diem!

Letícia disse...

Viagem e as memórias. Pude até estar em Londres ao ler seu texto. Ver pessoas diferentes, o frio das ruas e o vento cheio de outros aromas.

Você escreve em paz, Biba.
Beijos e Carpe Diem!!! =)

Caco disse...

Paris é sempre uma festa. Às vezes ela é uma festa rave daquelas de virar noite e dia. Às vezes é uma festa para meia dúzia de amigos, com vinho e música na vitrola. Mas, definitivamente, sempre uma festa.

Adorei o post,
Beijos
CACO

Biba disse...

Letícia, que lindo isso "escrever em paz". Não tinha essa noção.

Beijos, afeto
Carpe Diem!!

Biba disse...

CACO, é bem isso, paris sempre é uma festa de qualquer maneira que for.

Bweijo e saudade
Carpe Diem!!