sábado, 29 de agosto de 2009

Aqueles cavalos brancos

De Germano Viana Xavier

Eram tantos os cavalos brancos
que passavam,
trotando,
pelos silêncios de minha rua.
E como eram alvos,
essencialmente puros.

E eu, solitário cavaleiro,
a descansar meus ouvidos
naquele pleno distanciar de pernas...

Eu saltitando de alegria,
eu sufocando minha agonia,
eu crescendo,
eu perdendo meus segredos,
eu sem saber de nada
nem do mundo,

eu me desconhecendo...

10 comentários:

Letícia disse...

Biba,

Seu ato de gentileza ao postar um poema do Germano é de dar felicidade. Porque a gente fica meio preso aos nossos textos e é difícil ver gente valorizando o trabalho de outros. Parebenizo você. E quanto ao poema, é com alegria que leio porque talento de sobra tem o Germano. Quisera eu escrever poemas.

Beijos, Biba. =)

Medeiros Alencar disse...

Quisera eu escrever poemas [2].

Thomaz Ribeiro disse...

Faço minhas as palavras da colega Letícia. Poesia realmente é coisa de poucos. Lembro que o próprio Jorge Amado comentava que trocaria todos os seus livros por um único bom poema. Coisas da vida.

Germano Xavier disse...

Meu maior sonho é escrever um poema. Não desisto por tão cedo. Quisera um possa vir a se tornar um tijolinho na "poesia-una" a que tanto se referiu Elias Canetti.

Sigamos, professora.
Sigamos...

Biba disse...

Letícia, recebi o livro do Germano e fiquei encantada. Achei que ele merecia um post. Enviei meu livro pra ele, fizemos uma troca.

Beijos
Afeto
Carpe Diem!!

Biba disse...

Medeiros, visitei seu blog e lá estava um belo poema...

Beijo,
Carpe Diem!!

Biba disse...

É Thomaz, coisas da vida. Alguns conseguem expressar sua arte em um único poema.

Beijo,
Carpe Diem!!

Biba disse...

Germano, você já é um poeta. Avance sempre, busque mais, crie seus versos

Sigamos
Carpe Diem!!

ira brito disse...

"pelos silêncios de minha rua..." obrigado, biba! tenha uma semana mt feliz. bjim

Biba disse...

Ira, tenho muita saudade de você, meu amigo. Não desapareça!!

Ótima semana!
Carpe Diem!!