sábado, 15 de agosto de 2009

Inundei o quarto. Era previsível. Por vezes deixamos de lado alguns sentimentos mais profundos e doídos e quando vemos, eles estão à espreita. Mas hoje é sábado. O quarto inundado vai secando. Tem sol. Vontade de que os olhos vejam outras coisas para além dos temores e dúvidas. Os olhos, sempre eles. Tão atentos e meticulosos em sua procura por algo mais. Que minha prece seja ouvida. Que meus olhares se desviem do inarticulado e do perigo das trevas. Como sou super do Bem, acho que o dia vai passar bem bonito e afetuoso. Que vocês me acompanhem!!

6 comentários:

João Pedro Vicente disse...

escreveu de azul...

hoje é aniversário dos meus pais, dos dois.

uma ventania danada que parece até filme de terror, e corre pelo bairro cochichos para que todos tranquem os portões, cuidem das portas, açulem os pitbulls, pq o pivete que parambula pelas ruas está cometendo assaltos...

Germano Xavier disse...

Árvores irão copular ventanias hoje em teu mundo, professora. É o que desejo.

Mandei um e-mail.
Meu carinho.

Continuemos...

Thomaz Ribeiro disse...

É sempre bom passar por aqui. O tamanho limitado é contraditório ao tamanho da qualidade. Além de serem tocantes, esse seu texto parece, tecnica e conteudistícamente, impecável.

Biba disse...

João Pedro, aniversário é muito legal, os dois juntos , melhor ainda, né?

Beijos
Carpe Diem!!

Biba disse...

Germano. continuemos. Recebi o e-mail e já respondi.

Carinho sempre
Carpe Diem!

Biba disse...

Thomaz, obrigada. Se gosta daqui, volte sempre. Eu o espero.

Beijo
Carpe Diem!