terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Thomas Mann

A solidão mostra o original, a beleza ousada e surpreendente, a poesia. Mas a solidão também mostra o avesso, o desproporcionado, o absurdo e o ilícito.


12 comentários:

glória disse...

a solidão mostra os nossos intertíscios, aquelas frestas que embora ocultadas nos revelam. "A Montanha Mágica" me levou muito cedo a seguir itinerários de personagens densos.
Vou te colocar entre meus preferidos, temos muitas similitudes.
bjs

Biba disse...

Oi Glória, obrigada! Sim, creio que a solidão muito nos revela ao invés de calar. Muitos se enganam com isso.
Bju
Carpe Diem!!!

Franzé Oliveira disse...

A solidão... É só.

Bjos.

Biba disse...

Oi Franzé, a solidão às vezes eu acho que é povoada...
Bju
Carpe Diem!!!

ira disse...

oi biba, a solidão é uma terna e amável companheira dos que olham o mundo além das aparências. bjo e paz

Beto Canales disse...

Solidão... longe - ainda bem - de alguém ainda em férias como eu...

Beijos...

Danúbio e ainda assim tenho vivido, disse...

Biba, a solidão, dela tenho sido um aluno fiel. Juro que há sempre nela algo me constrói melhor. Em outros momentos me pergunto se em algum instante estamos verdadeiramente sozinhos.
Beijos e abraços

Duda Lima disse...

Oláaaa BIba!
Por estranho que parece meu post de hoje tmb tra um pouqinho de solidão, mas o momento de encontro com nós mesmos.^^
BEijinhoss =)

Biba disse...

Claro Beto, solidão prá lá. Curta bem as suas férias e depois me conte um pouquinho.
Saudade
beijo
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Danúbio, também me questiono se estamos realmente sozinhos na solidão. Mas há momentos em que precisamos dela para um auto-encontro (danem-se as regras ortográficas!). Aí, acho que nos revelamos mais.
Beijos
Carpe Diem!!!

Biba disse...

É isso Duda, momento de encontro, é o que falei ao Danúbio. Sinto mais esse tipo de solidão, a que nos mostra, nos revela a nós mesmos.
Você andou sumida, né?
Beijo
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Ira, querido, entendo a solidão como companheira no sentido de nos mostrar melhor quem somos. É um monólogo nosso, talvez.
Bjim e Paz
Carpe Diem!!!