domingo, 15 de fevereiro de 2009

Guimarães Rosa

Deus nos dá pessoas e coisas,
para aprendermos a alegria...
Depois, retoma coisas e pessoas
para ver se já somos capazes da alegria
sozinhos...
Essa... a alegria que ele quer

6 comentários:

Eduardo Matzembacher Frizzo disse...

Não sei porquê, mas acho que, apesar de recém ter chegado em casa meio de trago, você gostará do meu post de hoje. Beijo.

Danúbio e ainda assim tenho vivido, disse...

Quem é essa menina no seu blog, perdida entre susto e alegria?
Adorei a foto.
Beijos

Biba disse...

Eduardo, vou visitá-lo já!
Beijo,
Carpe Diem!!

Biba disse...

Danúbio, gostou da menina no meu blog, então? Obrigada, gostei das observações!!
Susto e alegria são coisas a se levar em conta.
Beijo,
Carpe Diem!!!

Letícia disse...

Incrível, mas tem tudo a ver com algo que conversei com uma pessoa muito importante pra mim - hoje mesmo - agora de noite. Eu tentei dizer à minha amiga que podems preencher espaços com pessoas e coisas, mas o nosso equilíbrio está além disso. Não que seja egocentrismo. Acho que deus nos quer equilibrados e felizes e não presos ao fracasso de tantas perdas.

Bjos.

E você disse que tinha sido um prazer encontrar o meu blog. Eu que percebo, das poucas vezes que estive aqui, que sou quem deve te dizer isso. Uma agulha num palheiro é o Carpe Diem.

Biba disse...

Letícia, querida, fico muito feliz com as suas palavras. Muito obrigada. Tenho tido novos visitantes, como você, que estão gostando também. A gente se sente abençoado por conhecer pessoas tão incríveis como você.
Beijo grande
Carpe Diem!!!