sábado, 7 de fevereiro de 2009

Flores de pessegueiro

Pensei em flores de pessegueiro mesmo sabendo os frutos prontos. O verão traz o doce sabor das frutas que mais gosto. Distribuo sorrisos, fico mais condescendente. Olho nos olhos do meu interlocutor. Escuto o que é dito e sinto o cheiro um pouco picante dos morangos sem chantilly. Porque hoje é sábado dá vontade de flertar com a insônia, já antecipando a noite que virá. Ler, escrever, rever um filme. Porque é sábado também sinto saudade daquelas tardes modorrentas de Santa Maria, em que eu visitava umas amigas alemãs e tentava em vão aprender a dizer alguns palavrões. Com elas aprendi a tomar chá sem açúcar. Com elas aprendi que a vida passa rápido demais porque crescemos assim, do nada, como um pessegueiro que de repente rebenta em mil florezinhas. Depois virá o fruto. Eu não dei frutos, apenas flores. Delicadas e cheirosas. Muito delicadas. Passa o tempo e a gente se acostuma a ser assim. Mas a delicadeza não é sinônimo de fragilidade. Se as florezinhas não são assim tão resistentes, existe todo o resto, que sustenta a planta.

10 comentários:

ira disse...

biba, q lindo tudo isso. me arrepia. "Se as florezinhas não são assim tão resistentes, existe todo o resto, que sustenta a planta". obrigado por sua delicadeza. beijo e paz, com muito carinho.

Danúbio e ainda assim tenho vivido, disse...

Biba, isso é de uma doçura tão peculiar e ao mesmo tempo bem frágil, como as florezinhas. Há também uma tristeza bem sutil. Hoje é sábado né Biba? Nada poderia ser diferente. Como nosso amigo Ira, tudo teu me provoca arrepios, é tudo muito próximo, tudo muito familiar.
Fabuloso isso!
Beijos

p.s. Ai que vontade de um pêssego.

Adri Antunes disse...

gosto da idéia das flores, parece que pétalas secariam melhor as lágrimas...
um bju e bom findi!

Biba disse...

Oi Ira, tenho essa delicadeza que às vezes dói, você sabe. O mundo não nos quer assim. O mundo anda muito exigente com pessoas com nós.

Beijo, paz e muito carinho
Saudade também!
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Danúbio, creio que somos feitos da mesma essência. Sempre que olho os girassóis você está lá com sua doçura também.Minha sala nunca mais foi a mesma.
Beijos muitos
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Ah, que lindo! Pétalas secariam melhor as lágrimas, concordo. Beijo grande e bom domingo.
Carpe Diem!!!

Renata disse...

Biba, chorei... Ainda bem que delicadeza realmente não é sinônimo de fragilidade. Lindo de mais!
Uma semana de muita luz.
Mil beijinhos!

Biba disse...

Renata, uma semana de muita luz pra você também. Obrigada por me visitar.

Beijo!
Carpe Diem!!!

Aninha disse...

Oi, Biba!
cheguei ao teu blog quando pesquisava Caio F, gostei do teu blog.

vou passar mais vezes por aqui, ok?
está convidada a conhecer o meu blog, que é novinho em folha!

Um abraço,
Ana

Biba disse...

Oi Aninha, seja bem vinda e me visite mais vezes. Vou visitar seu blog. Gostar de Caio F. é um indício de sensibilidade.
Bjuu
carpe diem!!!