quinta-feira, 19 de março de 2009

Com mais vagar


Com mais vagar, porque hoje tenho a tarde só para mim. Nela escrevo, leio, faço terapia, como torta de chocolate, caminho pelas ruas empoeiradas de sol. Hoje, resistindo às pressões, consigo respirar melhor. Consigo, talvez, espiar com mais clareza o dia. Tenho umas olheiras de quem pouco dormiu. Tenho uns cabelos meio desgrenhados. Tenho uma vontade enorme de abraçar vocês. Um a um para minha única alegria de sentir outros braços ao meu redor. No entorno as coisas parecem as mesmas e me pego voando rasteiro, levinho, sem culpa. Com o sorriso do gato de Alice.

14 comentários:

Sr. Dédalus disse...

Escrevo pois fui o primeiro. E porque queria o abraço só meu.

ira disse...

biba, os girassois são seus
meu abraço é seu também
bjim e paz

glória disse...

gostei de saber de sua tarde. estranho essa familiaridade que tecemos à distância. hoje é feriado em Fortaleza. Agora, bebo um vinho no final da tarde. espero que os dias vindouros possam fazer cafunés nos teus cabelos. eu te abraço daqui. bjs

marcéllia avilla disse...

Que maravilha tirar uma tarde pra se dedicar a si mesma...você é tão especial, profe, que merece fazer coisas especiais...pois só pessoas especias como você tam essa sensibiliade encantadora que você tem.
Origado pelas recomendações a preofe Branca, hoje iniciei o trabalho com ela na revista Conexão. Espero que dê tudo certo. Epero,ser um dia sua bolsista!!!

Um super-beijo.

Anônimo disse...

Gostaria de ver um pássaro qualquer pousando mais perto, 'uma pequena alegria do dia', que as vezes pode ser 'algum sinal de fé' junto a um suspiro.

Biba disse...

Sr. Dédalus, você sabe que eu queria muito um abraço só seu. Não o esqueço.
Meu beijo
Carpe Diem!!

Biba disse...

Ira, obrigada pelos girassóis, são lindos demais! E pelo abraço também!!
Bjim
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Glorinha, tive uma ótima tarde e agora à noite, depois de uma reunião que, por incrível que pareça foi legal, tomei licor de Amarulla.

Beijos,
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Marcéllia, que bom que você vai trabalhar com a Branca, você vai aprender muito, tenho certeza. Um dia será minha bolsista, sim!
Beijos
Carpe Diem!!

Biba disse...

Anônimo, belas palavras, obrigada.
Beijo,
Carpe Diem!!!

Beto Canales disse...

sorriso do gato da Alice...
eh, gostei....

Biba disse...

Legal, né Beto? É um sorrisão. Bem como eu estava ontem e ainda estou hoje.
Beijo,
Carpe Diem!!!

Letícia disse...

Ter o tempo de sobra e a gente brinca de ser Deus. É a liberdade dizendo "faz a tua". Ela está bem ali nos cabelos desgrenhados. Tive um aula sobre um poema (Não lembro se era do Antero de Quental), mas sei que o professor quase chamou de lixo a musa ou mulher que o poeta escreveu só porque ela estava com os cabelos desgrenhados. Não me prendi à época nem ao estilo literário. Só pensei que a mulher estava com os cabelos assim porque ela queria estar assim. Acho que precisamos nos permitir mais. Ficar horrível num dia, morrer de preguiça e seguir.

Beijos, Biba.

Biba disse...

Letícia, gostei da história dos cabelos da musa do poeta. É isso mesmo, temos de nos permitir estar do jeito que estivermos a fim, pelo menos quando não temos os tais compromissos (sociais).
Beijos,
Carpe Diem!!!