quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Clarisser

Clarisser
É só um verbo assim
Meio meu
Meio não meu
Que anima os sentidos
E corre nos trilhos
Que cruzam o pampa da razão
Nada o conjuga não
É o infinito em si
Sem futuro, nem passado
Mas presente
Aonde está presente.


Vitor Ramil

6 comentários:

Sr. Dédalus disse...

clarisser: ser clarissa ou ser clara?

Biba disse...

Para mim, Sr Dédalus, é ser clarissa. Mas sabemos que a interpretação é livre...
Bju
Carpe Diem!!

Sr. Dédalus disse...

será que ele sabia que algumas poquíssimas pessoas podem ser clarissa?

Biba disse...

Sabe, acho que não. Daí ser um verbo assim tão difícil, digamos.

ira disse...

clarisser
verbo da terminação "er"
"nada o conjuga não"
só a existência o verbaliza
pois ele é um jeito de "ser".
bjo e paz

Biba disse...

Oi Ira. Gostei do seu comentário. É um modo de "ser".
Beijo e paz,
Carpe Diem!