quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

roberto caetano e natal


"meu cachorro me sorriu latindo", "quantas vezes eu chorei sorrindo"... nunca tinha prestado atenção mas o "rei" gosta de gerúndio, de usar dois verbos para dizer uma coisa e tal. coisas que jornalista menospreza em seu vocabulário de leads e subleads. Ou agora eu devo escrever lide como tem no manual da folha de s.paulo? que me importa. estou zoando com tudo. o ano vai "virar" logo logo e eu vi o "menino correndo, eu vi o tempo"... tem coisas inexplicáveis nessa vida: um bipolar não asssumido, caetano, e um sujeito que sofre de TOC assumidamente, juntos cantando bossa nova. E o neto do Jobim, com o chapéu do avô... Ai, tem coisas que não entendo de tanto entender. Os laços, os abraços, as felicitações. Tudo beira o Natal e mesmo a gente vendo o Grinch, pôxa, ele também sucumbe ao espírito natalino, então? então vamos aproveitar "esse momento lindo" (e altamente kitsch) para fazer o nosso mantra de sempre: "Tudo é uma questão de manter/ a mente quieta/ a espinha ereta/ e o coração tranquilo..."

4 comentários:

Anônimo disse...

Quem mandou ligar a TV? Bem feito!

Biba disse...

Não tenho que dar explicações. Ligo a TV quando quero e falo o que bem entendo.

Duda Lima disse...

Filmes de Natal!
Programas de Natal!
Roberto Carlos de natal!
Tudo segue na "normalidade",até qundo será assim?
ehehe
Adorei a postagem e o modo colocou as palavras. Achei muito gracioso!^^
BEijoss
Feliz Ano Novo!
Com muita vida!

Biba disse...

Duda, feliz ano novo para você também, com muitas realizações em 2009!
Carpe Diem!!!