segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Coisas que não sei

Não sei nadar. Não sei andar de bicicleta. Nunca comi algodão doce... Nooosssaaa! Que houve de errado com a minha infância?! Isso, tentamos descobrir nas sessões de análise. Nada de muito grave, assim como a fobia por bichos peçonhentos (ui, arrepia só de escrever). Ah, também não sei dirigir! Então, meio fácil de compreender através da semiótica: nada que me faça locomover interessa. Mas por quê? Essa tem sido a pergunta de sempre. Afinal, gosto de viajar, de sair do lugar, mas levada por outros. Não assumo os riscos, claro. Do que tento me proteger? Do que tento escapar? São dúvidas que vêm e vão. Nada solucionado. Tenho muito Freud e Lacan pela frente! E uma semana toda para colocar a casa em ordem.

4 comentários:

Adri Antunes disse...

sabe, tenho a impressão de quando venho aqui: tdo aqui quer te revelar. ausências, visitas, medos, alegrias, tentativas, quereres. ehe, engraçado lê-la dizendo que não assume riscos (não dirige e tals) mas escrever como as escritas que tem aqui é ter alma de guia, que aponta pra onde se ir, ou o que revelar. sempre tive a impressão de que é vc quem dita o caminho a seguir. eu sou uma viajante nata, acho que parecida contigo, nem turista, nem imigrante, apenas nômade.
um bjuuuu enorme e uma das coisas mais bacanas desse fim de ano foi tê-la reencontrado.

Biba disse...

Oh, sim, eu assumo riscos. Com as palavras, com o que digo, eu sei. Mas nada disso me assusta é mesmo como estar no comando e tudo bem, vamos lá. São as coisas mais palpáveis que me faz recuar ou apenas me detém por instantes.
Para mim também foi a grande revelação, ao modo de Clarice Lispector, ter reencontrado você neste fim de ano. Não vou esquecer.
Bjus
Carpe Diem!!!

Daia disse...

Post muito interessante.
também não sei nadar nem dirigir.
bem que tentei tirar a carteira, mas depois da terceira reprovação resolvi desistir.
aprendi a andar de bicicleta com 14 anos e não andei muitas vezes, mas da pra se virar hehe.
ah, também não sei fazer bola de chiclé, eu sempre tento, mas não tenho a manha!

beijos prof!

Biba disse...

Oi Daia, ainda bem que não sou só eu que não sei fazer essas coisas. Ufa! Mas a gente se sente diferente, né? Esquisita, sei lá. Bola de chiclé eu sabia fazer, agora faz tempo que não compro um.

Bju
carpe diem!!!