quinta-feira, 18 de março de 2010

Desaparecer

Mas eu podia pensar em alguma coisa para dizer. Só por dizer, que fosse. Mas minha garganta travou, língua paralisada. E eu a ouvir Chico e Caetano Juntos. Ela me olhou com um olhar de ódio jamais visto por mim. Ela sabia sentir aquilo. Seus olhos eram ferrão. Eu, mel escorrendo. Mas a abelha rainha não se dava por satisfeita, queria me dissecar com seu ódio. Coisa imunda, pensei. Odiar assim. Mas essa era ela, a mulher que havia algum tempo compartilhava horas de amor comigo. Imaginei como a vida é incerta. Como somos tolhidos ou levados à frente. Como percebemos que ainda não sabemos o que somos, o que queremos. E, apenas quando alguém nos olha com essa intensidade azeda e arredia, nos confundimos e já não sabemos se é hora. Se é hora de dizer adeus, de tentar reconciliar, de simplesmente desaparecer. Gosto muito dessa palavra em inglês, disappear. É isso que sinto afinal nesse momento em que ela insiste em me olhar, reprovadora. Porém, vou dizer uma coisa: não falarei nada. Língua presa, garganta seca. Que ela se vá e não eu, que sou todo amor e discrição. Que ela pegue a mala mal feita e se retire enfim. Já não há o que dizer há algum tempo. A gente é que prorroga tudo. Enquanto a vejo sair pela porta da frente, Chico e Caetano cantam algo assim que "quando chego em casa, nada me consola". Sim, ela também estava sempre aflita, mas sem lágrimas nos olhos de cortar cebola. Ela não era dada a afazeres culinários. Agora que a porta se fecha num impulso brutal, percebo que o ar está menos denso, tudo de repente torna-se leveza e fico ouvindo a música e pensando na ironia que ela traz para mim nesse instante. Nunca entenderei como se odeia ou porquê. A mim bastam poucas coisas, como uvas, mel e casa arrumada.

8 comentários:

Beto Canales disse...

Muito legal: A mim bastam poucas coisas, como uvas, mel e casa arrumada.

Biba disse...

Oi Beto, legal seu comment.

Beijo
Carpe Diem!!

Ilaine disse...

Oi, Biba!

Andando por aí, encontrei teu blog. Ah, somos conterrâneas- RS amado! Adorei sua escrita. Tudo muito lindo. Intenso. Parabéns!

Beijo

Biba disse...

Ilaine, volte sempre que quiser. Este é um espaço para ideias e sentimentos, com pequenos contos, poesais e mais...

Beijo
Carpe Diem!!

Letícia disse...

Gostei muito, Biba. Seria tão simples se todo mundo aceitasse poucas coisas.

E também gosto de palavras em inglês. Fade away é um termo que se aplica aos sentimentos que deixei para trás.

E, quando leio um texto, gosto de me ver. E não sei se sou o narrador ou aquela que vai embora.

Beijos. =)

Branca disse...

Lindo Bina, amei
Beijo
branca

Biba disse...

Letícia, saudade de você!

Beijo, Carpe Diem!!

Biba disse...

Oi Branca, fico feliz que tenha amado! Hoje li no seu blog um texto impecável.
Beijo
Carpe Diem!!