quarta-feira, 15 de abril de 2009

Por vezes fica difícil entender o ser humano. Tenho me repetido nessa constatação, deve ser porque sou teimosa. Não aceito respostas fáceis. Ontem tive uma experiência esmagadora sobre o quanto as pessoas podem ser cruéis usando apenas palavras. Cortantes, envenenadas, rasteiras. Não sou de me indispor com os outros, mas creio que dessa vez deixei transparecer todo o meu desapontamento e nojo. Nojo sim, dessa espécie que se diz humana, que apregoa preceitos como liberdade. Hoje estou recuperada, depois de trocar ideias com gente de verdade. Mas não me acomodo, vou mesmo é incomodar se for preciso. Hora dessas explico melhor esse assunto, por hoje só queria dizer que às vezes é realmente muito difícil olhar o Outro e ver. Porque o que enxergamos pode ser aterrorizante.

14 comentários:

Franzé Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Franzé Oliveira disse...

Não procure entender. Tudo é relativo. Melhor, entenda assim: O que éxiste é a relatividade.


Bjos menina linda.

Beto Canales disse...

Nossa.

Letícia disse...

O Beto diz "Nossa" e eu digo que, olhar o outro, é aterrorizante quando percebemos que poderia ser você aquele outro. Ou poderia ser uma pessoa da família. Ou poderia ser o amor da vida da gente. É difícil aceitar certas coisas e sentir nojo é coisa de gente humana, Biba. A gente sente isso e depois coloca pra fora - assim como você fez. Viver engasgado não é coisa de gente que faz o bem. Você é humana, Biba e tem mais é que "Speak your mind".

Beijos. =)

La Corleone [Mãinha] disse...

concordo em gênero, número e grau...

o ser humano devia ser extinto... com certeza a Terra estaria bem melhor sem toda essa gente por ai...

Biba disse...

Franzé, tudo é relativo, realmente.

Beijo grande,
Carpe Diem!!

Biba disse...

É Beto, nossa! Levei um susto essa semana. Creio que me iludo muito com as pessoas...

Beijos,
Carpe Diem!!

Biba disse...

Obrigada Letícia, você é um alento para mim. Entende muito profundamente os meus sentimentos.

Beijo enorme,
afeto e carpe diem!

Biba disse...

La Corleone, sei que tem gente legal, vejo isso em minhas aulas, principalmente. Mas tem muuuita gente que poderia sumir!!

Beijo
Carpe Diem!!

Márcio Almeida Júnior disse...

Dialogando com uma amiga virtualmente, lembrei-me hoje de Sêneca, que vem a propósito do que você postou. Ele dizia que não devemos nos entusiasmar demais com a natureza humana, pois ela pode nos decepcionar. E as palavras têm um grande poder decepcionante às vezes. Mas devemos lutar com palavras, enfim. Saudações e parabéns pelo alto nível do blogue.

Pattiê que fica, disse...

como diria Sartre: o inferno são os outros...

;-)

Beijos

Biba disse...

Márcio, Sêneca estava certo, por demais. Mas é isso, devemos lutar com palavras e não calar. Se eu me calo é apenas vagamente...

Beijo grande,
Carpe Diem!!

Biba disse...

Pattiê, como não lembrei das palavras de Sartre? Ele, Sêneca e tantos outros que dissecaram a alma humana estavam muito certos quanto à miséria do ser humano.

Beijos,
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Um comentário excluído...