domingo, 3 de janeiro de 2010

Pra você...

Acredite, nenhum desejo é tão forte quanto esse. De estar assim com você. De ser assim com você. E ganhar o amor que ganho sem reticências ou ponto final. Acredite, eu encontrei um mundo em minha cabeceira, que é estar sempre ao seu lado. As noites são intermitentes porque avanço para o infinito dos sonhos inenarráveis. Porque alcanço distâncias que desconhecia e depois é duro voltar pelo mesmo caminho. Chegar ao porto seguro. Você me tem nesse lugar de continuidade, não de inconstância. Quando penso em você é com uma leve vontade de beijar. A face, os olhos, a boca. Essa vontade cresce quando você me toca com seu jeito moleque de dizer o que está querendo de mim. E ardemos em chama lenta porque a fogueira pode queimar os sentidos. Acredite, nenhum desejo mata mais o meu desejo do que esse de passar a vida com você. Retirando poeira das velharias e procurando o novo que está no porvir. Para nós, Paris será uma festa.

6 comentários:

Letícia disse...

Muito perfeito. =)

A declaração do direitos humanos poderia ser assim, mais direta. Adorei, Biba. Que seja fictício ou real, eu vivo seu texto também.

Beijos.

ira brito disse...

"ganhar o amor que ganho sem reticências ou ponto final..." maravilhoso texto, Biba! Q 2010 seja assim: repleto de amor!
bjim

Biba disse...

Letícia, viver o texto é o que importa, no final tudo pode ser ficção, até a nossa vida.

Beijos
Carpe Diem!!

Biba disse...

Ira, obrigada por voltar aqui estando na Irlanda.

Bjim e carinho, sempre
Carpe Diem!!

C. A. disse...

Profª Biba, nossa, mais um pouco eu acreditava que tu tens a arte de ler pensamentos.

Biba disse...

C.A, será que não leio?...

Beijo,
Carpe Diem!!