sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Antes de partir

daqui há dez anos, não!
a vida é hoje, é agora
nada de passar pelo mundo
com a sensação de estar fora
carpe diem, carpe diem
antes de irmos embora...

Antônio Iraildo

4 comentários:

Biba disse...

Ira, espero que você me visite e veja seu poema aqui.
Bjus. Carpe Diem, sempre!!!

ira disse...

oi Biba! sempre venho aqui, às vezes em silêncio.
seu "carpe diem, carpe diem" é uma voz suave. é também um grito pela vida...
muito obrigado pela apreciação, sobretudo por postar em sua página. esta partilha com seus leitores e leitoras é uma alegria para mim.
ótimo findi, carpe diem!
bjo e paz

C. disse...

Oi! Quem me mostrou o seu blog foi um aluno seu e amigo meu, o Marcelo Moura. Adorei seu canto. Você tem muitos gostos parecidos com os meus: caio fernando abreu, gabriel garcia, vintage... Ah, e os posts "o que não gosto I, II"
Eu concordo com quase tudo, tirando filmes trashs e pessoas desastradas, porque sou uma. rs
E ainda incluiria "pessoas que jogam lixo pelas ruas". AIII, isso me dá nos nervos! (me revolta).
Enfim, adorei seu blog... =)
Beijos

Biba disse...

c. me visite sempre! Gostei do seu comment. É realmente esqueci do lixo! Uma das coisas que mais me incomoda é quando as pessoas jogam lixo nas ruas e calçadas. Pelas janelas dos carros, então!!
Beijos!
Carpe Diem!!