sábado, 24 de novembro de 2007

Sábado...

Vontade alguma, de coisa alguma. O sábado vem como uma interferência artística e me deixa assim boquiaberta, sem saber dos seus desígnios. Tenho vontade alguma, já disse, e isso é mesmo para ser redundante. Devo ter visto muito Antonioni, pois sinto aquele tédio de que ele tanto "fala". Uma coisa assim, existencialista, sartreana. Vai saber o que fazer para parar esse fluxo que já está parado mesmo. Incongruência? Talvez. Mas o sábado veio assim de dentro de uma certa bruma, de um certo nevoeiro que mais parece poeira. Tenho que espanar esse pó. É o que parece.

2 comentários:

Jack disse...

Biba,

É tanta coisa vindo que às vezes ficamos assim mesmo, com esse fluxo parado.
Não acho incongruência, não.
Seria preciso apenas harmonizar(mos) estes opostos.

Aquele beijo!

Biba disse...

Jack,

É isso mesmo, a palavra é harmonizar. O verbo a ser conjugado. E eu que há alguns dias pensava estar harmonizada, então é isso. Obrigada!!

Beijo grande!
Carpe Diem!