terça-feira, 27 de novembro de 2007

Bem Caio F.

Cheiro de almíscar

Uma coisa anos 70

Ficou atenta ao

Próximo passo, o desenrolar

Uma margarida no asfalto

Tulipas tamancos e moinhos

Algo assim bem Caio F.

Mas não veio nada demais

Só uma saudade roendo

Uma vontade de entrega

Um comercial na televisão

Cheiro de patchuli

Lembranças de viagens

Cabelo longo despenteado

Um cachecol vermelho e

Uma vontade de Rimbaud

Algo assim bem Caio F.

Mas depois dos cheiros

Nada mais aconteceu

Só um céu lilás por trás

Dos edifícios e muros.

4 comentários:

Caco disse...

Escolheu a dedo esses signos, hein? Todos eles realmente remetem a Caio F.

bjs

Biba disse...

Sim, meu estudo semiótico sobre a obra dele ajudou no poema. Legal, né?
Obrigada por me visitar!!
Bjs
Carpe Diem!

Dai disse...

eu gosto =)

Como vc tá?
Saudades...

Dai

Rejane Romani Rech disse...

Biba,
Gostei muito de ter descoberto teu blog.
Que lindo momento traduzido em palavras.
Caio Fernando , Holanda, aromas...
Tudo muito sutil e doce ao mesmo tempo.
Tua sensibilidade encanta.
Um abraço
Rejane