segunda-feira, 28 de setembro de 2009

O dia

Que o dia seja o que for. Com a chuva batendo nas vidraças. Que esse dia me dê um punhado de luz vinda não sei bem de onde, talvez da boa vontade humana. Que esse dia venha para reparar aqueles em que minha tristeza se revezou com a melancolia e cantei baixinho enquanto chorava. Que essas lágrimas escorram para dentro da terra em mim absorvida. Que eu consiga olhar nos teus olhos e dizer sim.

8 comentários:

Ana Tereza disse...

Alegria. Que caiba alegria no teu dia. Simples alegria.

Franzé disse...

Alegria para toda semana.

Bjos com carinho.

Letícia disse...

Você faz Orações, Biba. Boas de orar todo dia. É que muitos não gostam de dizer, mas todo mundo tem esses dias de chorar e sofrer um pouco ou muito. Faz parte da vida.

Carpe Diem, Biba.

adri antunes disse...

nossa que lindo! vc me lembra um mix de várias escritoras, da melhor estirpe, claro! saudades de ti, igual saudade de gato querendo se enroscar e ganhar um cafuné! :)
bjuuusss enormes pra ti!

Biba disse...

Ana Tereza, busco alegria que caiba nos meus dias, sempre.

beijos,
Carpe Diem!!

Biba disse...

Obrigada Franzé!!

Beijos com carinho
Carpe Diem!!

Biba disse...

Letícia, não tinha me dado conta de que estava orando. Você percebeu isso, com sua sensibilidade. Sim, há dias de chorar e sofrer, como há dias de intensa alegria e paz. Faz parte da vida...

Beijo e afeto
Carpe Diem!!

Biba disse...

Adri, querida, também sinto esse tipo de saudade de ti! É uma imagem linda essa que passaste, do gato. É bem assim mesmo.

beijo imenso
Carpe Diem!!