quinta-feira, 21 de maio de 2009

Olho a tela vazia. Todos passam por isso. Olho a tela vazia e me resguardo de qualquer gesto a não ser o de tocar as teclas delicadamente. Até isso tem que ser feito com suavidade. A tela me diz que hoje estou melhor que ontem e que amanhã estarei melhor que hoje que foi um dia de intensidades. Eu o vi me esperando e discretamente me esgueirei. A lentidão do dia fez com que eu o esquecesse. Tem vezes que é melhor esquecer o não-dito. Tem vezes que é melhor arredar-se um pouco e aceitar que não vai acontecer nada. Não está previsto, entende? E, sim, as coisas podem ser imprevisíveis, eu sei. Mas não aquilo que se escolhe. Fiz minhas escolhas e ele não cabe dentro delas. Fossem outros tempos, quem sabe. No tempo atual eu me rememoro e me concedo luz e me divirto com o riso alheio. Só me reservo o direito da espera e da escolha madura. Eu mesma estou me cozendo, arranjo linhas coloridas para um pano de aventuras triviais. Gosto de pensar que assim estou atuante e bela e louca. Sempre louca. A tela me olha cheia de palavras. Agora, o pensamento vertido cede lugar à clareza das horas. Amanhã tem mais...

14 comentários:

Antonio Iraildo disse...

oi, Biba!
"amanhã tem mais", e que seja o mais da alegria e da paz. tenha uma ótima sexta! bjim

Jânio Dias disse...

Oi, Biba!

Quando te leio sinto sentimentos tão profundos que mal consigo comentar. Sinto o perigo e o desejo de tocar a lâmina de uma faca afiada... Às vezes quase que sinto me cortar...

A tela preenchida é como uma parede colorida: a vida se parece mais presente. Uma tela preenchida é um pedaço de vida que respira, um corpo que se move, uma história que acontece.

Beijo.

Alan Matos disse...

"...No tempo atual eu me rememoro e me concedo luz e me divirto com o riso alheio..."

Nossa Biba! Seriam releituras dos dias que passam?

Este é um exercício que faço cotidianamente e gosto de justamente compartilhar com os outros através desta invençãozinha genial que decidiram chamar de "blog". Que riam, que achem chato, que sejam indiferentes!

Bom...de qualquer forma gosto quando me identifico com tuas linhas! A propósito...Obrigado pela visitinha no meu blog!!!

Beijão!

Letícia disse...

Sim. Amanhã é a continuidade que preenche a tela. E não há certeza nos planos e por isso viver é mistério sempre, Biba.

Muito belo.

E que a sua viagem seja perfeita. Quando voltar, estarei bem aqui esperando seus escritos. =)

Beijos.

Daia disse...

De vazia a tela passou a ser cheia de palavras.

Seria a espera a causa do "processo de preenchimento"?

Esperar, reservar-se para fazer a escolha certa. E essa espera nos faz crescer tanto...

Beijos!
Ótimo final de semana prof!

Fragmentos disse...

Eu senti suas palavras aqui em mim, na pele, do lado de dentro, do lado de fora. Sei lá, ando sentindo tantas coisas em mim. Deve ser uma fase. Quem sabe isso passe.

Biba disse...

Oi Ira, amanhã tem mais novamente e assim por diante. Fico agradecida por esses momentos.

Bjim
Carpe Diem!!

Biba disse...

Jânio... tão lindo o que você disse sobre o perigo e o desejo de tocar a lâmina de uma faca afiada quando me lê... Li várias vezes para ter certeza do que você disse, para mim foi muito importante.

Beijo
Carpe Diem!!

Biba disse...

Alan, também gosto quando vc se identifica com minhas linhas. Parece que se está mais próximo. Parece que tocamos o coração um do outro.

Beijão,
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Sim, Letícia, por isso viver é um mistério. É o que me fascina na existência, esse mistério, essa tensão de suspense, algo que se dá ao desconhecido.

Adoro você!
Beijo,
Carpe Diem!!

Biba disse...

Dai, eu sou muito feliz pois vejo você crescendo a cada dia em que passo pelo seu blog e em que você me diz coisas aqui. Que benção!

Beijo,
Carpe Diem!!!

Biba disse...

Como é bom ser entendida e saber que alguém sentiu minhas palavras do lado de dentro e do lado de fora de si mesmo. Thanks!

beijo
Carpe Diem!!

VaneideDelmiro disse...

Maravilhoso texto! Um convite a novas visitas que, na certa, farei.
Gostei muito da tua escrita.
Parabéns pelo blog!

Carpe Diem!

Biba disse...

Obrigada Valneide, espero você por aqui mais vezes!

Beijo grande,
Carpe Diem!!