domingo, 24 de agosto de 2008

Solidão

Há um perigo em cada esquina. Há uma torsão dentro de nós, como atletas descuidados que somos. Vadiamos noites afora querendo algo como uma verdade absoluta que não vem não vem não tem. A cada dia nos esforçamos mais e mais, porém sempre alguém se vai, alguém se distrai da vida e escolhe outros caminhos. E ficamos olhando, perplexos, espiando a dor alheia como se a nossa própria não bastasse. "Senti teu coração perfeito batendo à toa e isso dói"... Hoje é um dia de promessas não cumpridas. Há esquinas demais à nossa espera. Melhor bater em alguma porta, daquelas com aldrava, fortes, de madeira maciça.

2 comentários:

ira disse...

tão densa, tão real, tão nossa
é a solidão
é ela que nos balança
que nos empanca, empaca
e faz andar
é, sim
quem sabe
ela mesma tenha
outros nomes
além de solidão

obrigado pela visita
bjo

Biba disse...

"outros nomes além de solidão"... Pensar assim fortalece. Que bom que você esteve aqui. Bjo e Paz! Carpe Diem!